AGATHOCLES

agathocles-absurdsiteFaz seis anos desde a primeira vez que o Agathocles fez uma turnê pela América do Sul incluindo o Brasil. Quase um mês de turnê. Quais foram as suas impressões sobre? Principalmente sobre o Brasil. Não apenas sobre os shows, mas outras coisas interessantes que você acha que vale a pena falar sobre o seu tempo por aqui. 

Jan: A primeira vez que nós tocamos no Brasil foi em 2007, a última parte de uma longa turnê pela América do Sul. Nós gostamos bastante. Foi bem legal encontrar um monte de velhos e novos amigos e foi bem legal de conhecer diferentes lugares do país também. Nós tivemos sorte que era verão. Minhas impressões foram ótimas. Os brasileiros são bem calorosos, ficamos nos sentindo em casa quando estivemos por aí.

Em 2008, o “Grind is Protest” foi lançado. Uma posição bem clara contra toda aquela babaquice que estava ficando muito grande naquela época (diga-se a falta de criticismo, comercialismo, ou sexismo no grindcore, para citar alguns exemplos). Isso faz cinco anos hoje em dia. Como você vê a cena grindcore hoje em dia? A mesma coisa? Ou se tiveram algumas mudanças consideráveiSna sua opinião, foram elas para o melhor ou para o pior? 

Jan: Muita coisa mudou no “grind”. Tantas bandas que tocam “grind” estão tocando death metal extremo, o que não é a minha concepção de grind. Tudo ficou muito comercial, polido, limpo e técnico. Para mim, grindcore continua sendo punk crú e barulhento tocado de uma forma muito rápida com uma atitude política e de consciência social. Eu realmente sinto falta dessa mentalidade na cena “grind” de hoje em dia.

O “Destruir Para Criar” 7″ vai ser lançado por aqui em breve. O que você tem para dizer sobre esse material?

Jan: É uma mistura de alguns sons de estúdio de 2012. Alguns sons já foram lançados em alguns discos que são raros hoje em dia, e alguns nunca foram usados. Eu acho que tem por volta de 9 sons no total.

Nós sabemos que você é um fanático por hardcore / noise. Então por favor, Jan, as suas palavras sobre:

– Terveet Kädet – Ääretön Joulu 7″: Ah, um compacto fantástico de 1982. Terveet Kädet é muito foda!!! Esse 7″ tem o clássico “Pissa Ja Paskaa”. Demais! O Terveet Kädet sempre foi uma das minhas bandas preferidas e nós temos muita sorte, por que no começo de 2014 vai ter um Terveet Kädet / Agathocles split 7″.

– Brigada do Ódio 7″: Eu só tenho o split lp com o Olho Seco, que foi um divisor de águas para mim. Brigada do Ódio é legal pra caralho! Pioneiros do grind/noise punk. Eu tenho que procurar esse compacto quando nós estivermos por aí.

– Impact – Solo Odio lp: Outra banda clássica! Fiquei feliz de conhecer o baterista dois anos atrás, quando nós tocamos na Itália. Ele tava discotecando depois que o show acabou. O Impact também é uma banda que fez um dos primeiros sons “grind”. Escuta a “Ribelli per la Moda, Ribelli per Niente”. Um clássico!

– Vorkriegsphase – Scheiss Krieg 7″: Afff, outro compacto que é uma das coisas que eu mais gosto. O Vorkriegsphase era uma banda punk da Alemanha que era muito, mas muito barulhenta e que tinha um som de guitarra extremamente distorcido. Parecia uma serra elétrica. Junto com o “Auf im den Tod”, uma das melhores coisas que já foram feitas na Alemanha.

– Nihilistics – s/t lp: Haha, e de novo um dos meus discos preferidos. Hardcore crú muito nervoso/puto da vida dos EUA. Eu adoro as letras. Junto com o primeiro compacto, a melhor coisa que eles já gravaram. E eles continuam tocando. Demais!

Firmeza, Jan! Nos diga quais são os planos para o Agathocles e uma última mensagem.

Jan: Obrigado à todas as pessoas no Brasil pelos anos de apoio e força. Isso realmente é importante para nós. É muito legal de saber que nós temos muitos amigos por aí. Um grande obrigado para o Alex e para o Borella e todas as pessoas envolvidas em nos levar para o Brasil mais uma vez. Muito agradecido mesmo. Agora sobre os planos, haha. Apenas continuar fazendo barulho! Mince On.

•entrevista por Rafael Soares de Oliveira  ( setembro/outubro 2013)

•site: www.agathocles.com

•lançamentos pela absurd:

agdead

ag-livinghellcapa

Link permanente para este artigo: http://www.absurd.com.br/bandas/agathocles